Você pensa em comida o tempo todo?

0
77

Se você fica sempre pensando em comida o tempo todo ou se fica com água na boca sempre que vê um comercial ou um vídeo que tenha alimentos apetitosos, você pode ter uma mente de gordo mesmo que seja uma pessoa, aparentemente magra.

Para evitar estes pensamentos, você pode:

  • Fazer um diário alimentar para observar bem tudo o que vai comer durante o dia;
  • Comer sempre na hora certa, não petiscando nada durante o dia;
  • Colocar tudo o que vai comer naquela refeição num único prato e não repetir a refeição;
  • Comparar a quantidade de alimentos no seu prato com a de seus amigos e familiares;
  • Resistir à gula e não comer se não estiver com fome.Mas se as suas emoções estão por trás dos seus desejos alimentares, experimente fazer exercícios para combater o stress, a tristeza e a ansiedade. Uma boa tática é anotar tudo o que come numa agenda ou numa aplicação no celular, por exemplo, anotando também os horários que comeu porque isso ajuda a ter mais consciência da sua alimentação e dos exageros que comete.

    Como saber se você tem pensamentos gordos

    Para identificar pensamentos gordos é preciso estar atento a desejos e atitudes relacionadas à comida e, se preciso, pedir ajuda de amigos e familiares. Alguns exemplos destes pensamentos são:

    • Estar sempre pensando em comida e no que vai comer logo a seguir;
    • Salivar sempre que assistir um comercial ou vídeo na internet que envolva comida;
    • Comer mesmo sem ter fome nenhuma, só porque a comida parece irresistível;
    • Achar que a comida nunca é o suficiente e ter sempre muito mais que o necessário na mesa na hora das refeições;
    • Ter desejos constantes com comida e fazer o possível para realizá-los;
    • Sempre que sair para passear, pensar primeiro no que pode comer naquele local;
    • Escolher os lugares para passear pela comida que pode ser encontrada lá, e não pelo conforto, companhia ou atrações locais;
    • Comer e continuar comendo sempre que se sente triste ou ansioso;
    • Pensar no lanche ou na refeição seguinte quando ainda nem terminou o que está comendo;
    • Não conseguir se controlar quando vai num self service ou num rodízio, comendo o máximo que conseguir;
    • Exagerar no final de semana só porque a dieta começa na segunda.

    Uma boa dica é escutar as críticas da família ou de amigos, pois normalmente eles conseguem identificar pequenas atitudes que refletem os pensamentos da mente de gordo.

  • Além de adotar estas estratégias, é importante saber que errar é normal e que comer doces ou uma gordurinha de vez em quando não é desculpa para sair completamente da dieta. Comer um docinho no final de semana é menos prejudicial do que ficar muitos dias sem comer nenhum doce e depois comer uma grande quantidade de doces ou outras gorduras durante vários dias.

Deixe um comentário