Técnico da Holanda ficou espantado na chegada ao Rio

O treinador da seleção holandesa, Louis Van Gaal, admitiu nesta sexta-feira ter ficado espantado com as dificuldades logísticas proporcionadas pelo trânsito carioca e a necessidade de garantir a segurança das seleções disputando a Copa do Mundo. Numa entrevista coletiva realizada depois de um treino em que um festival de forças cercou a sede do Flamengo, na Gávea – do exército à policia civil, com alguns agentes uniformizados com uniforme de choque  – Van Gaal disse que estranhou um pouco todo o aparato, em especial a dificuldade em negociar o trajeto entre o hotel da seleção, em Ipanema,  e o local de treinamento.

“Pelo que vi pela janela, acho que não deveria ter demorado mais do que cinco minutos para chegarmos aqui, em vez dos 25 que levamos. A gente fica um pouco impressionado com tudo isso, em especial a robustez da segurança. Mas temos que respeita o país onde estamos e buscar uma adaptação às necessidades locais”, explicou o holandês.

Apesar da presença de pelo menos três cartolas do Flamengo que fizeram questão de se sentar ao lado do treinador e do assessor de imprensa da Federação Holandesa, Van Gaal deu uma certa alfinetada ao elogiar as instalações que encontrou na Gávea. “Está certamente num estado muito melhor do que há um ano e meio atrás”, afirmou o treinador, que nos últimos meses exigira do Flamengo melhorias na qualidade do gramado, conforme apurou o UOL Esporte.

Talvez por força do caráter protocolar da primeira coletiva em solo brasileiro, Van Gaal foi de uma simpatia que surpreendeu em comparação com o festival de sarcasmo que costuma marcar seus pronunciamentos. Fez brincadeiras em algumas respostas e até sorriu em alguns momentos.

Fonte: copadomundo.uol

Deixe um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK