Caso polêmico, onça é abatida após cerimônia com tocha olímpica em Manaus

Mais um caso envolvendo a morte de animais em circunstâncias polêmicas causou comoção nesta segunda (20). Uma onça foi abatida após ter fugido do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva, em Manaus, no Amazonas.

Mais cedo, uma das seis onças do centro participou da passagem da tocha olímpica pela capital do estado. De acordo com o Comando Militar da Amazônia, as equipes do Exército tentaram acalmar o animal com tranquilizantes, mas ainda assim não foi possível impedir que ela atacasse um dos presentes.

Por medidas de segurança, um militar disparou um tiro contra o felino, com informa o UOL, que não conseguiu confirmar se a onça abatida era a mesma que estava presente na cerimônia da tocha.

Leia na íntegra a nota enviada pelo Exército, divulgada pelo PortalAmazônia:

1. O Comando Militar da Amazônia (CMA) informa que, no dia 20 de junho de 2016, no final da manhã, uma onça veio a escapar no interior do Zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), que no momento do ocorrido se encontrava fechado, vazio e em segurança.

2. Uma equipe de militares composta de veterinários especializados no trato com o animal foi ao seu encontro para resgatá-la. O procedimento de captura foi realizado com disparo de tranquilizantes. O animal, mesmo atingido, deslocou-se na direção de um militar que estava no local. Como procedimento de segurança, visando a proteger a integridade física do militar e da equipe de tratadores, foi realizado um tiro de pistola no animal, que veio a falecer.

3. O Comando do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) já determinou abertura de processo administrativo para apurar os fatos.

Fonte:

Deixe um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK